.

28/06/2017

Por que gostamos tanto de Brasfoot?

Imagem relacionada
você, muito puto, levando três gols no fim do jogo

Olá a todos.

Hoje trago um post que fala sobre a nossa "paixão" pelo Brasfoot, apesar das muitas decepções que passamos, como muitas temporadas desperdiçadas (no jogo, é claro) por causa do save que crashou.

Se você se identifica, read more.

Jogo simples, roda em qualquer máquina

Quem viveu a década de 90 sabe bem que o Brasfoot lembra alguns jogos desse tempo, como o Championship Manager 93/94 e o tão aclamado Elifoot 98.

Se você não possui um PC de 32 GB de RAM com processador Intel Core i7 de 3,6 GHz e placa de vídeo Geforce GTX 1080 de 11 GB, vai ser um tanto quanto complicado conseguir jogar Football Manager. Tá, eu tô brincando, o jogo é pesado, mas não precisa disso tudo.

Fato é que o Brasfoot roda lisinho até numa calculadora (estou sendo sarcástico, calma aí). E é exatamente por esse motivo que ele faz tanto sucesso entre os brasileiros.

Quem não quer o poder em mãos?

Se você gosta de mandar, automaticamente curte Brasfoot. Você controla tudo (sem desrespeitar a Lei de Gil, é claro): contrata e dispensa jogadores, escala sua equipe predileta e deixa o técnico paneleiro desempregado, faz a categoria de base ter utilidade etc. Isso é tudo que uma pessoa autoritária/controladora deseja. Mandar e desmandar, quando quiser, na hora que quiser.

É desafiador e te coloca contra a parede

Quem não gosta de ser desafiado? Particularmente falando, é prazeroso calar a boca dos outros. No Brasfoot, o principal objetivo é esse. Você não gerencia sua equipe financeiramente apenas, mas também decide quem é quem dentro dela. Você é capaz?

É um passatempo dos bons

Não tem nada pra fazer? Jogue Brasfoot. Assim como outros tipos de hobby, Brasfoot te distrai, pois funciona como uma atividade de entretenimento (definição tirada diretamente da Wikipédia, perdoem). E pouco importa se jogos não são considerados passatempo por não se tratarem de entretenimento livre (envolvem propósitos), a gente caracteriza como preferir. :P

Managers, sem exceção, são viciantes

Sempre que o cérebro começa a gostar de algum tipo de atividade intelectual, ele pede mais daquilo, pois continuar fazendo o que agrada dá menos trabalho que achar outra maneira de se entreter. Então, nosso cérebro se programa de tal maneira que nos faz querer mais do mesmo, já que o esforço para obter algumas horinhas de lazer é menor. Por isso, os seres humanos de hoje se viciam com facilidade em coisas fúteis (explicação médica).

Acabei me esquecendo de algum detalhe sórdido? Comente aí embaixo.

Abraços,
Octávio H. Famá.

4 comentários:

Ante Regem disse...

Explica pq eu passo raiva com a dsgrça do Liverpool ou do West Ham. Faz um post explicando pq soltamos rage #FICAADICA

twitter: @_TavaresLD_
Snap: antoniolemosdi

Edvan Weslley disse...

Excelente!

Edvan Weslley disse...

Ah, quase ia esquecendo de dizer que ele se torna viciante por que quando estamos num super sav o jogo bug e isso de uma forma ou outra incentiva o usuário a abri outro sav e continuar jogar interminavelmente.

Anônimo disse...

eu estou mais viciado, por que tipo, pego um reggina da vida na quarta divisão do italiano e ponho na segunda, sou demitido vou treinar o sassuolo consigo o acesso para a 1° divisão e consigo manter ele na serie A e depois vou treinar o napoli. Essa é so minha ultima experiência.

Postar um comentário

 
Editado Por: Mais Template Designer Criador: Carlos Adailton